Constelação familiar individual com bonecos

constelacao-grupo

O primeiro passo é discutir com seu terapeuta ou psicólogo que lhe acompanha qual seria o tema indicado no momento a constelar. Ao fazer uma constelação Familiar abrem -se novos rumos na vida. É importante alertar que não é um elixir, um truque de magia e nem significa que todos os problemas foram solucionados para sempre.

Constelar é como se um veleiro modificasse o seu curso original em aproximadamente um grau podendo chegar a outro lugar completamente diferente daquele projetado inicialmente. Assim também a constelação pode produzir uma grande mudança com uma pequena “correção de curso”. Esta modificação situa-se na atitude interna da pessoa com a sua própria vida. As Constelações são um passo para o desenvolvimento continuo da vida, não representa uma psicoterapia mais rápida e nem a substitui. Ao constelar temos a oportunidade de olhar a vida com outros olhos, os olhos de dentro.

No atendimento individual das Constelações Familiares é agendado
previamente uma sessão individual já com tema definido para constelar.

A Constelação é realizada com bonecos (playmobil) próprios para este fim ou papéis. Os bonecos são os representantes do sistema familiar, ou podem representar sintomas, situações ou emoções. Segundo Hellinger os representantes ¨materializam¨ as histórias inconscientes formando um campo que contém as informações das experiências vividas de todos as multigerações como uma espécie de holograma do inconsciente familiar. Assim o cliente tem a possibilidade de observar de fora seus movimentos inconscientes e conscientes tanto nas relações familiares bem como nas outras relações.

O atendimento individual com bonecos facilita o trabalho terapêutico por dispensar o grupo e proporciona mais privacidade e não há diferencia do alcance das Constelações em grupo.

Atualmente trabalho com o método do Movimento do espírito com bonecos – método bassoniano. Os resultados obtidos até o momento são excelentes, os bonecos materializarem conexões profundas e ocultas.

Quando tomamos os pais, tomamos a vida!

“Todas as coisas estão ligadas como o sangue que une uma família…”